João X Sultão"/>

João X Sultão

(fora de catálogo)
 
Ilustrações da autora
Quinteto Editorial, 1989
 
* * * * *
 
Selo Altamente Recomendável da Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil
 
* * * * *
 

"A autora do premiado Suriléa-Mãe-Monstrinha, reaparece depois de bastante tempo com este João x Sultão. Desta vez a preocupação central é o contraste entre João, ‘desempregado, desamparado, esfomeado’ e o Sultão que ‘até para lavar seus dentes tinha um criado contratado’. Assim, de diferença em diferença, o livro vai mostrando para o leitor os abismos que separam o mundo de dois seres que, por mais diferentes que sejam, não conseguem deixar de ser idênticos. Mas, se o tratamento das injustiças sociais é da maior importância, há ainda um outro aspecto relevante na publicação: o tratamento gráfico. A idéia central, que é a discussão do contraste entre a pobreza dura de João e a riqueza confortável do Sultão, toma forma também em nível de imagens, fazendo com que cada uma delas possa ser lida de duas formas: na direção em que segue o texto, ou virada de cabeça para baixo, situação em que a mensagem se altera. Para reforçar o contraste, o texto referente a João é uma narrativa independente do referente ao Sultão, e os dois aparecem na página um contra o outro. Assim, estabelece-se um clima de jogo no livro que adequa a rudeza da mensagem às condições de percepção do leitor. Lia Zatz consegue, portanto, tratar de temas duros sem violentar o pequeno leitor, alimentando-o, ao contrário, com estímulos que convidam à participação. Consciência e ludismo não se excluem, pois. E, nesse aspecto, reside talvez a importância maior da publicação (Edmir Perrotti, revista Nova Escola, ano V, nº 39, maio de 1990).